Carta compromisso ambiental eleição 2020

A Associação Zona Oeste Cidadã – O Observatório, Sociedade Ecológica Amigos do Embu (SEAE) e Movimento Transition Granja Viana elaboraram um Manifesto Social e AMBIENTAL (MS) para garantir o compromisso dos candidatos ao pleito político municipal da região Sudoeste de SP.

Todo candidato que deseja se posicionar e comprometer com essas questões pode assinar o compromisso aqui e ter seus dados divulgados para a população e associações que estão acompanhando e apoiando o movimento.

Nos objetivos centrais desse manifesto estão inclusas as obrigações quanto à elaboração de políticas públicas, à conservação e preservação do meio ambiente e à eficiência do setor público.

Abaixo relacionamos os dados dos candidatos que assinaram até a data de 28/10/2020 na ordem em que foram recebidos.

Nome Completo Cidade Cargo a que se Candidatou Partido Numero Perfil/Site
VANESSA ADERALDO DE SOUZA Embu das Artes Vereador CORAGEM PARA RENOVAR 65922 Link
Marcia Catunda Cotia Vereador Partido Verde 43016
LYLIAN MARTINS SILVA Cotia Vereador PSC 20222
MARIA GORETI CAMARANO Cotia Vereador PARTIDO VERDE 43333 Link
Otavio Silva Rodrigues (Mandato Coletivo Garantia de Luta) Embu das Artes Vereador PT 13013 Link
Adriana Maria Madeira Abelhao Itapecerica da Serra Vereador Psol 50505 Link
Abidan Henrique da Silva Embu das Artes Vereador PDT 12012 Link
Dr Almir Embu das Artes Vereador PSDB 45600 Link
Iunar Cristina do Nascimento Embu das Artes Vereador PDT/PODEMOS 19005 Link
Euclides Marçal de Souza Embu das Artes Vereador PROS/Coragem para renovar Embu das Artes PT/PCdoB/PROS/PSOL 90433 Link
Joao Caetano Paixão EMBU DAS ARTES – SP Vereador PROS-90 90 Link
Paulo Sergio Generoso COTIA Vereador PSD 55 Link
Ivan Tuber Embu das Artes Vereador PODEMOS 19001 Link
Andre Alcantara Cotia Vereador PMN 33 Link
Adalton Moreira de La Torre Embu das Artes Vereador PSL 17 Link
Ricardo Antonio Marcusso Carapicuiba Prefeito PSOL 50 Link
Halana Macale de Deus de Souza Embu das Artes Vereador PROS 90555 Link
Maria Carolina Luiz Rubinato Cotia Vereador PSOL 50007 Link
Patricia Oliveira Antoniolli Embu das Artes Vereador PT 13009 Link
Rochinha Mandato Coletivo Embu das Artes Vereador PDT 50007 Link
Peter Motta Calderoni Embu das Artes Vereador MDB 15 Link

SEAE entre as dez melhores de sustentabilidade do Brasil

Nesse dia 8 de agosto a SEAE apresentará o projeto Plantando jardins filtrantes e água boa” no 1º Seminário de Soluções inovadoras.

Promovido pelo GT Agenda 2030, o 1º Seminário de Soluções Inovadoras tem a facilitação do Instituto Democracia e Sustentabilidade (IDS) e tem o apoio da União Européia.

Os projetos foram recebidos por meio de chamada pública nacional e os dez melhores serão apresentadas no Seminário.

O seminário será uma oportunidade para se conhecer projetos que apresentam soluções inovadoras para desafios ambientais, econômicos e sociais do país e que estão alinhadas aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). O propósito é conectar organizações da sociedade civil e negócios sociais a uma rede formada por investidores, fundações privadas, gestores/as públicos e, também, pessoas interessadas em fomentar projetos com alto potencial de melhoria das políticas públicas.

Serviço: 
1º Seminário Soluções Inovadoras do GT Agenda 2030
Local: B_arco Centro Cultural – São Paulo, SP
Endereço: R. Dr. Virgílio de Carvalho Pinto, 426 – Pinheiros
Data: 8 de agosto de 2019
Horário: 13h às 18h
Inscrições:https://www.sympla.com.br/i-seminario-solucoes-inovadoras-do-gt-agenda-2030__576532

Plano diretor de Embu é anulado

A revisão do Plano Diretor de Embu das Artes, de autoria do então prefeito Chico Brito, foi cancelada pela ADI – Ação Direta de Inconstitucionalidade Nº 2101490-07.2018.8.26.0000 de 07-02-2019, por não demonstrar estudos técnicos, não ter divulgação suficiente e ter contrariado a vontade popular.

CASA ABERTA: PAUTA AMBIENTAL

Em continuidade às discussões sobre a pauta socioambiental de Embu das Artes, a SEAE promove uma segunda rodada do evento Casa Aberta.

Desta vez, o objetivo se estreita para definir e discutir os tópicos mais relevantes dessa pauta.

Sua participação e contribuição é muito importante. Compareça! Dê a sua opinião e nos ajude a lutar por uma cidade mais justa. 😉

 

Copy of Copy of guillermo

 

Por motivos de força maior a palestra não pode ocorrer e foi adiada. Em breve, novas divulgações da agenda.

Documentos Técnicos para Análise

 

LEIS

Lei Complementar 72/2003 – Plano Diretor de Embu de 1973, com mapas e quadros:

Lei Complementar 84/2006 – Altera a alínea C do Plano Diretor

Lei Complementar 108/2008 – APA Embu Verde

Lei Complementar 186/2012 – Revisão do Plano Diretor que criou os corredores empresariais na APA Embu Verde

Lei Complementar 186/2012 – Consolida as disposições do plano diretor incorporando as revisões realizadas conforme determinação prevista no 3- o artigo 40 da lei 10257-01

Lei Complementar Nº 270 De 02 De Julho De 2015. – Altera perímetro e mapa da Lei 186

 

DOCUMENTOS

Diagnóstico Ecológico do Instituto Florestal na Estrada Maria José Ferraz Prado 1

Diagnóstico Ecológico do Instituto Florestal na Estrada Maria José Ferraz Prado 2

Diagnóstico socioambiental da APA  Embu Verde em 2013 – relatório completo e revista da APA

Documentos diagnóstico do Plano de Manejo da APA Embu Verde (no site da prefeitura)

Proposta de setorização plano de manejo (no site da prefeitura)

 

HINES

Processo de licenciamento do galpão da Hines em Itatuba 

Cetesb

Prefeitura

 

MAPAS

Mapas e outros documentos também podem ser baixados do site da prefeitura

O que é Plano de Manejo

A criação e implementação de unidades de conservação (UCs) é uma estratégia utilizada mundialmente na busca da conservação dos recursos naturais e a sustentabilidade ambiental, econômica e social. No Brasil, a Lei Federal 9.985, de 18 de julho de 2000, instituiu o Sistema Nacional de Unidades de Conservação (SNUC), trazendo critérios e normas para a criação destas áreas.

As Unidades de Uso Sustentável, incluem Áreas de Proteção Ambiental (APA). Reservas de Desenvolvimento Sustentável (RDS), Reservas Extrativistas (RESEX), Reservas Particulares de Patrimônio Natural (RPPN), dentre outras.
O SNUC, no seu artigo 27º, determina que cada UC possua um Plano de Manejo. Esse instrumento de planejamento e gestão deve contemplar uma zona de amortecimento e os corredores ecológicos, elencando medidas que promovam a proteção da biodiversidade e integrando as unidades à vida econômica e social das comunidades vizinhas.

Conforme o SNUC, trata-se de um “documento técnico mediante o qual, com fundamento nos objetivos gerais de uma Unidade de Conservação, se estabelece o seu zoneamento e as normas que devem presidir o uso da área e o manejo dos recursos naturais, inclusive a implantação das estruturas físicas necessárias à gestão da Unidade de Conservação”.
Os Planos de Manejo são construídos dentro de um processo de planejamento integrado e participativo. Ao estabelecer normas, diretrizes, programas e zoneamento da UC, o documento auxilia na destinação e obtenção de recursos para a implementação das medidas e intervenções propostas.